Cada dia

Teresa Santos

Cada dia, o mesmo tempo.
Cada dia, sol.
Cada dia, calor.
Calor e falta de água.
Cada dia, sem saber.
Quando virá, como virá, quanto durará.
Nesta incerteza, vive o povo.
Não tirem ao povo, que o povo está incerto.
Incerto nas mão, incerto nos braços, incerto nas pernas e na tradição.
Não. Não tirem o pão.