O passageiro gentil (PT)

O passageiro gentil é aquele que cede lugar, sem necessariamente perder o seu. Que está atento e disponível para partilhar informação. Lê sinais com a presença. Sabe quando as palavras são necessárias e quando o silêncio é de ouro. Inspira confiança e pode oferecer-se para cuidar a bagagem. Pode ajudar a carregar algum peso. Cumpre regras básicas de higiene e reduz o ruído ao mínimo. Sabe que nem tudo é o que parece. Dá espaço, enquanto desfruta do seu e, quando adormece, não ocupa mais do que aquele que lhe é devido. Tem noção da proximidade das esferas e procura ser leve no ânimo. No fim, não força a despedida nem busca o reencontro, segue com a sua vida. O passageiro gentil sabe que é mais uma peça da engrenagem, digna de ser tratada com a mesma amabilidade com que trata. Sabe que o cuidado torna a viagem mais fácil e que a sabedoria mundana é poesia humana.

Teresa Santos